Canto do livro
Maricá (RJ) - Ano VII - N° 96 - Dezembro / 2010 - Leitores & Livros ©

 

Lendo


Mais Leitura

Home

 
"A leitura de um grande livro é muito mais rica que assistir a um grande filme"
Steven Spielberg
 
30/11/2007
Borges reapresentado na Cultura


O programa Conexão Roberto D`Ávila homenageia, neste sábado (dia 1), às 20h, o escritor argentino Jorge Luis Borges (1899/1986) com a reapresentação da entrevista gravada em Buenos Aires, em 1985. Borges fala de seu hábito de reler velhos clássicos e brinca com o jornalista Roberto D'Avila sobre a origem das palavras. O escritor traduz o seu amor pela literatura e afirma: "se recuperasse a visão eu não sairia de casa, ficaria lendo e relendo os inúmeros livros que possuo". Numa das afirmações, Jorge Borges disse que fracasso e o sucesso são dois impostores e que ninguém tem tanto sucesso quanto fracasso porque, no fim das contas, nada disso interessa.

27/11/2007
Universitários nem sempre lêem na Espanha


O último levantamento sobre leitura da Fundação BBVA, na Espanha, anuncia que 22% dos universitários nunca lêem e 13% deles não leram nenhum livro no último ano. Em contrapartida, segundo o Barômetro de Hábitos de Leitura, elaborado pela Federação de Grêmios de Editores de Espanha, os jovens entre 10 e 13 anos são os que mais devoram livros. O estudo, correspondente ao terceiro trimestre, indica um índice de leitura de 57% da população maior de 14 anos. No entanto, a Espanha ainda está longe da média européia. Os países com maior número de leitores são Alemanha, França e Inglaterra.

26/11/2007
Memorial valoriza o livro


O Memorial do Livro, espaço dedicado à história dos programas de distribuição de livros do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi inaugurado este mês em Brasília e está à disposição para consulta por especialistas e estudiosos exemplares de obras distribuídas ao longo da existência dos programas do livro didático para os ensinos fundamental e médio e Biblioteca da Escola. O memorial também abriga as obras elaboradas para a educação especial, como dicionários em Língua Brasileira de Sinais, livros didáticos em braille, CDs e outros materiais.

23/11/2007
Sai uma nova ‘bíblia’ da leitura


Delmino Gritti, escritor gaúcho que passou anos pesquisando e colecionando pensamentos sobre os livros, as livrarias, as bibliotecas, a leitura e os escritores, está novamente nas prateleiras com a continuação de “Sobre o livro e o escrever” (Maneco Livraria, 2002). Delmino agora lançou “Dos tijolos da Suméria aos megabytes pós-humanos do terceiro milênio” (704 páginas, R$ 58), premiado pelo Fundo ProCultura de Caxias do Sul (RS). A escritora Roseana Murray, na apresentação, declara: “Seu livro é imprescindível para todos os que amam e pensam a leitura, para todos que fazem da leitura sua paixão e ofício, sua bússola num mundo cada vez mais rude e violento, seu instrumento de resistência”.
É mais uma obra que vai encantar a começar pelos sugestivos títulos dos capítulos como “De dentro dos livros ouve-se a memória”, “Nenhum viajante chegou tão longe quanto a imaginação”, “O livreiro, seu oficio: acariciar o livro e convidar para a leitura amorosa”, “A solidão sonora, o evangelho digital e a deusa WEB”, ou “Hotéis literários: pequeno guia para escritores que viajam”.
Licenciado em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul, Delmino trabalha com livros desde 1965 e este ano foi homenageado na recém-encerrada 22ª Feira do Livro de Caxias do Sul.

21/11/2007
Espanha investe em acervos públicos


O governo espanhol investirá aproximadamente R$ 120 milhões nas bibliotecas públicas no biênio 2007-08 segundo anunciou, no Congresso, o ministro da Cultura, Hora:
César Antonio Molina. O investimento serve para enriquecer o acervo das bibliotecas públicas a fim de alcançarem a média de 1,71 livro por habitante.

20/11/2007
Intelectual do Ano em Niterói


Aníbal Bragança, Doutor em Ciência da Comunicação pela USP, é um dos agraciados com o prêmio Intelectual do Ano pelo Grupo Mônaco de Cultura. Ex-livreiro, editor e secretário municipal de Cultura, Aníbal recebe o prêmio em solenidade no dia 1º de dezembro, no Teatro da UFF. Surgida há 72 anos, a livraria Ideal, hoje dirigida por Carlos Silvestre Mônaco, é a incentivadora do prêmio através do Grupo de Amigos do Livro, criado na livraria em 1957 e que hoje leva o nome de Grupo Mônaco de Cultura.

19/11/2007
Disponível documentário sobre José Mindlin


O documentário “José Mindlin – Histórias e Vícios", já transmitido pela TV Câmara, já se encontra disponível pela internet. No vídeo, roterizado e finalizado por Roberto Stefanelli, o maior bibliófilo brasileiro e o primeiro a receber o título de Bibliófilo do Ano na Feira Internacional de Guadalajara, em 2003, conta como este seu quase século de vida foi preenchido pela participação em fatos marcantes da história brasileira.

14/11/2007
Livros na Primavera


A Primavera do Livro, promovida pela Libre –Liga Brasileira de Editores reúne este ano 85 participantes no Museu da República, entre os dias 30 e 2 de dezembro. O evento contará com a participação de editoras do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal promovendo uma feira de livros. Paralelamente haverá debates e apresentações de música, cinema, debates, contação de histórias e lançamentos de livros (confira a programação).
A Libre, surgida em 2002, reúne atualmente 100 filiadas com 10 mil títulos em catálogo,1.200 novos títulos lançados por ano, 100 novos lançamentos por mês e 2,4 milhões de exemplares impressos por ano.

13/11/2007
Manuscritos de Cela digitalizados


A edição digital vai permitir que sejam oferecidas edições fac-similares em CD dos manuscritos de Camilo Cela (1916-2002), escritor espanhol que recebeu o Nobel em 1989.
A Fundação Camilo José Cela, ainda este ano, editará em formato digital o manuscrito original de “Madera de boj” (1999). A entidade, que já recuperou os originais das novelas “El asesinato del perdedor” (1994) e “La cruz de San Andrés(1994) está recompondo a bibliografia de Camilo Cela. Em junho, a fundação também digitalizou o único manuscrito que faltava, “Pabellón de reposo (1943), volume que foi cedido pela Fundação Cajá Madrid.

9/11/2007
Nova tecnologia usada sobre manuscrito de 800 anos


O pesquisador Alberto Montaner utilizou a mais sofisticada tecnologia para publicar a mais nova e corrigida edição do “Cantar de Mio Cid”, um clássico da língua espanhola, que foi publicado recentemente pelo Centro para la Edición de los Clásicos Españoles, Galaxia Gutenberg/Círculo de Lectores e Sociedad Estatal de Conmemoraciones Culturales. A edição, considerada “um monumento lingüístico e literário” utilizou as últimas técnicas de exame de manuscritos através de um videomicroscópio, que permite leituras até então invisíveis a olho nu no exemplar do único manuscrito conhecido e reproduzido pelo copista Per Abbat em 1207.

7/11/2007
Novela sobre Zelda ganha Goncourt


O francês Gilles Leroy, de 48 anos, com a novela Alabama Song (Mercure de France) foi o vencedor do 104ª edição do Prêmio Goncourt, o mais importante da língua francesa, dotado com um cheque simbólico de 10 euros. Leroy mescla elementos biográficos e fictícios sobre a vida de Zelda Fitzgerald, mulher de Scott F. Fitzgerald, autor de obras como O outro lado do paraíso (1920) e O Grande Gatsby (1925). Em forma de monólogo imaginário, a novela narra a vida de Zelda, jovem, doce e inteligente, atormentada por estar à sombra de um marido egoísta inundado por dúvidas e pela bebida, que termina por anular praticamente a existência da mulher A novela é uma das sensações da temporada literária francesa e a premiação deve tornar o livro um sucesso de vendas como aconteceu no ano passado com Les Bienveillantes de Jonathan Littell, que vendeu 730 mil cópias.

6/11/2007
ABL doa livros para Brasil Leitor


A Academia Brasileira de Letras doou 2 mil livros para o Instituto Brasil Leitor, organização privada sem fins lucrativos, voltada para a criação e gestão de projetos de estímulo à leitura e à educação. Os livros, divididos entre as dez bibliotecas geridas pelo IBL, atenderão oito cidades em cinco Estados. Entre as bibliotecas atendidas estão as das estações de metrô de São Paulo, Rio e Recife. Desde a abertura da primeira biblioteca, na estação Paraíso de São Paulo, em 1º setembro de 2004, o Instituto Brasil Leitor já registrou cerca de 194 mil livros emprestados nas cinco bibliotecas dessas redes metroviárias. As bibliotecas dos metrôs têm uma média de 3.200 exemplares em cada unidade e o cadastro do associado ou os empréstimos são sempre gratuitos.

5/11/2007
Detetive dos livros perdidos


Desde os 15 anos, quando descobriu que não havia sobrado nada das obras de Agathon, dramaturgo e amigo pessoal de Eurípides, o inglês Stuart Kelly começou sua lista de livros perdidos. Num resgate dessa memória, Kelly escreveu O livro dos livros perdidos (434 páginas, R$ 54), recém-lançado pela Record com tradução de Ana Maria Mandim, que conta fascinantes histórias reais por trás dos livros que só podem existir na nossa imaginação.. Em parte história detetivesca, em parte lição de história, em parte exposição, este é o primeiro guia para os “e se” da literatura que nunca foram. Stuart Kelly revela trabalhos desaparecidos de famosos, aplaudidos e notáveis, desde os tempos mais remotos até finais do século XX.

31/10/2007
Jornal é referência em tese de mestrado


A reportagem ‘Zé Brasil’ teve edição falsificada, manchete do jornal Leitores & Livros em sua edição n° 46 de julho de 2003, foi referência na tese de mestrado apresentada este ano por Márcio José Melo Malta no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. A tese O Jeca na Careta – Charges e identidade nacional faz referência à reportagem sobre a obra de Monteiro Lobato, publicada em 1947, e hoje rara, reescrita para servir à campanha anticomunista nos anos 50. O folheto, até então desconhecido, teve deturpadas até as ilustrações de Percy Deanne provavelmente pela Cruzada Brasileira Anticomunista do início dos anos 50.

29/10/2007
Livro de bronze roubado das mãos do poeta


Um livro de bronze, pesando 3 kg, que integrava o conjunto escultório em tamanho real em homenagem aos poetas Mário Quintana (1906-1994) e Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), na praça da Alfândega, no centro de Porto Alegre, foi furtado no mês passado. De autoria dos artistas Xico Stockinger e Eloísa Tregnago, a peça foi inaugurada em outubro de 2001, por encomenda da Câmara Riograndense do Livro. Os poetas são representados em tamanho real. O quilo do bronze é vendido por cerca de R$ 5 em lojas e depósitos de sucata de Porto Alegre.

26/10/2007
Livro sambou em Santiago


A Feira Internacional do Livro de Santiago, no Chile, virou carnaval promovido pelo país-convidado. "Brasil tem uma boa marca”, disse Eduardo Castillo, presidente da Cámara Chilena del Libro, promotora do evento, ao jornal El Mercurio. Poucos escritores presentes e muito samba fizeram com que os editores chilenos reclamassem e anunciassem uma nova associação para promover outra feira no país. O Brasil levou, segundo o jornal, cantores, músicos e poucos escritores com obras traduzidas no país.

25/10/2007
Livro na telinha do PC


A TV Livro já está no ar disponibilizando vídeos sobre o mundo literário com informações e curiosidades sobre autores, livros e literatura. A iniciativa é do Grupo Scortecci e do portal Amigos do Livro, que reuniram uma equipe de estagiários da USP, Mackenzie (Jornalismo) e Cásper Líbero (Rádio e TV). Aberta para autores, editoras, livrarias, academias de letras, grupos literários e entidades culturais, a TV Livro apresenta vídeos como Ler é mais importante..., continuação do vídeo Ziraldo dá a dica!, no qual o escritor mostra seus projetos e declara sua paixão pelos livros.

23/10/2007
Carrinho-de-mão leva cultura


O projeto Leitura é Prazer, de Angra dos Reis, foi um dos finalistas do Cultura Nota 10 deste ano. A iniciativa reúne alunos que com um carrinho-de-mão,, às quartas-feiras, leva livros, revistas e gibis dos mais diferentes gêneros, de porta em porta, na Ilha de Caieira, para empréstimo gratuito. No final do trajeto, todos os envolvidos sentam-se embaixo de uma amendoeira, à beira-mar, para lerem exemplares do acervo.

18/10/2007
Novo programa de literatura


A TV Cultura estréia no dia 5 de novembro, às 20 h, o programa mensal Letra Livre, que promoverá encontros com escritores consagrados com apresentação do crítico Manoel da Costa Pinto. O programa de uma hora de duração será gravado no Teatro Franco Zampari, em São Paulo, contando com aproximadamente 100 convidados, que poderão fazer perguntas aos escritores. Na estréia estarão o romancista amazonense Milton Hatoum e o poeta cego Glauco Mattoso, um dos ícones da poesia marginal da década de 70. Outro debate, com o escritor e dramaturgo Marcelo Rubens Paiva e o escritor e roteirista Marçal Aquino, também já foi gravado.

15/10/2007
Harry Porter, caro só na China?


O novo livro de J. K. Rowling, Harry Porter e as relíquias da morte, numa tiragem de 1 milhão de cópias, lançado na China está saindo bem caro para os pequenos leitores. Em mandarim, a obra custa em torno de 8, 80 dólares, preço bem superior aos 5 dólares cobrados por outras obras naquele país. No Brasil, com lançamento previsto para o dia 10 de novembro, o preço de capa do mesmo livro ficará ainda mais caro (R$ 68,50) em torno de 15,4 dólares.

11/10/2007
Catalunha investe mais em incentivo à leitura


Durante a Feira Internacional do Livro de Frankfurt, o conselheiro de Cultura da Catalunha, na Espanha, Joan Manuel Tresserras, revelou que uma pesquisa em sua região apontava que 42,5% dos habvitantes maiores de 14 anos não leram qualquer livro no último ano. Devido à pesquisa, a Catalunha deve anunciar agora um plano de incentivo à leitura para o biênio 2008-2010 que terá uma verba de 24 milhões de euros, o dobro do que até agora se investiu em leitura na Catalunha.

10/10/2007
Vida longa para o livro


Pesquisa entre editores durante a Feira do Livro de Frankfurt, realizada este mês, revela que apenas 11% acreditam na extinção do formato daqui a 50 anos. Também 23% dos entrevistados apostam que as livrarias vão acabar antes nas próximas décadas.
Com o crescente aumento da produção de livros - 400 mil novos livros foram lançados na feira alemã - os editores, segundo artigo da BBC, estão preocupados com a concorrência da internet e de outros meios de comunicação, com a pirataria e a quebra de direitos autorais.

10/10/07
Shelley inédita no país


Mary Shelley, autora britânica de “Frankenstein”, tem uma obra lançada agora no Brasil pela Landmark em comemoração aos seus 210 anos de nascimento. No bilíngüe “O último homem” (496 páginas,R$ 51,50),escrito em 1826, Shelley constrói uma visão do futuro a partir de um manuscrito profético. Ambientado no século XXI, o romance, pioneiro da ficção-científica que influenciou toda uma geração de escritores do gênero na Inglaterra, é narrado por Lionel Verney, o único sobrevivente que conta a história dos últimos momentos da humanidade, destruída por uma praga que mata, gradualmente, homens e mulheres.

9/10/2007
Espaço aberto ao internauta


A Editora Komedi, fundada em 1992 e responsável pela produção do site Kplus - A Comunidade de Cultura na Internet, abriu espaço para a publicação de textos na internet, em menos de 5 minutos e sem custos, através da Biblioteca Virtual de Escritores. O acervo reúne, em 26 categorias, textos que vão de artigos a cartas, cordel, discursos, ensaios, teatro, haicais, monografias e roteiros.

8/10/2007
Concurso para crítica infanto-juvenil


O site literário Dobras da Leitura e o Grupo SM lançam o Concurso Palavra do Leitor, que convida leitores de literatura infantil e juvenil a enviar até o final do ano uma resenha ou comentário sobre qualquer livro do catálogo da editora. A cada semana, um vencedor receberá um exemplar da obra A invenção de Hugo Cabret, do norte-americano Brian Selznick, premiado com o Quill Award 2007 e ocupando a lista dos mais vendidos do jornal The New York Times. As melhores resenhas ou comentários inéditos serão apresentados no Dobras da Leitura, na seção Vitrine Literária - Palavra do Leitor, nas edições de janeiro a abril de 2008.


7/10/2007
Mais bibliotecas comunitárias


O recém-criado projeto Futuro Cidadão, no Rio, inaugurou em outubro, no bairro de Ramos, a matriz das bibliotecas comunitárias que pretende espalhar em municípios vizinhos e em creche cariocas. A Biblioteca Comunitária Luiz Tinoco Cozzolino é uma homenagem ao patrono de bibliotecas comunitárias, que já recolheu gratuitamente e doou em torno de 1 milhão de livros em pouco mais de dez de serviços prestados à divulgação da leitura. Luiz Cozzolino foi o grande animador de Evando dos Santos, que instalou nos anos 90 a primeira biblioteca comunitária do Rio, na Vila da Penha, e também colaborou em muito com o projeto Canto do Livro, de doação de livros para formação de bibliotecas no município de Maricá (RJ). Alberto Nunes, um dos idealizadores do Futuro Cidadão, informou que o objetivo é organizar uma “fábrica” de bibliotecas comunitárias. Inicialmente serão instalados acervos em creches cariocas nos bairro de Campo Grande, Olaria, Penha e Cidade de Deus e está encaminhada a criação de unidades em Guapimirim, Belfort Roxo, Mesquita e Caixas.

6/10/2007
Bibliófilo homenageado


O mexicano Ernesto de la Torre Villar, de 90 anos, receberá em dezembro a Homenagem ao Bibliófilo, que a Feira Internacional do Livro de Guadalajara, no México, promove desde 2001 quando a homenagem foi para o brasileiro José Mindlin. Historiador, pesquisador e autor de livros como “Elogio y defensa del libro” e “Breve Historia del libro en México”, De la Torre dirigiu a Biblioteca Nacional do México e fundou o Instituto de Pesquisas Bibliográficas. A FIL procura com a Homenagem destacar o bibliófilo, “vínculo indispensável entre o passado e os leitores, e incansável defensor da sabedoria contida nos livros”. Além de Mindlin, também receberam a homenagem José Luis Martínez (2002), Andrés Henestrosa (2003), Jorge Álvarez del Castillo (2004), Eulalio Ferrer (2005) y José Rogelio Álvarez (2006).

5/10/2007
Livro em tratamento de bom gosto


Um ex-livreiro, e atualmente professor universitário, e uma poeta-livreira aderiram ao blog. Além de terem em comum o gosto pelo livro e a leitura, ambos nasceram em Portugal e escreveram sobre livrarias. Aníbal Bragança, filho de Santa Maria da Feira, há mais de meio século vive no Brasil, tem uma vida de dedicação aos livros. Fundador da livraria Pasárgada, que por anos foi pólo de cultura em Niterói, tem entre suas obras "Livraria Ideal, do cordel à bibliofilia" (1999). No blog Ler, escrever e contar, cria um espaço para "compartilhar registros de leituras: críticas, aplausos, questionamentos; propor discussões e iniciativas; contar coisas passadas e divulgar novidades; História do livro e da leitura; Livrarias, editoras, bibliotecas: seus leitores, autores e editores; profissionais, pesquisadores, bibliotecários, críticos; as instituições, as políticas públicas, seus acertos e desacertos". Dalila Teles Veras veio de Funchal para se instalar com sua poesia em Santo André (SP), onde mantém há 15 anos a livraria e editora Alpharrabio. A experiência de livreira resultou no livro “Alpharrabio 12 anos: uma história em curso” (2004), em parceria com Luzia Maninha Teles Veras. A obra apresenta a série de eventos ocorridos no espaço com muita reprodução fotográfica e textos especiais. Em seu blog Alpharrabio, um “ caderno de registros, apropriações, inquietudes, intervenções”, destacam-se os texto de “Anotações de leitura”, um diário da vivência com e para o livro. (Tem mais Dalila Teles Veras em Balcão das Letras)

4/10/2007
Idiomas em extinção


Metade dos 7 mil idiomas falados no mundo podem desaparecer ainda neste século. Segundo um estudo da National Geographic, a cada duas semanas a cultura universal fica mais pobre com a extinção de uma língua ao desaparecer seu último representante. Para os lingüistas David Harrison e Gregory D. S. Anderson, do Instituto de Línguas Vivas, o fim de um idioma se traduz diretamente na perda do conhecimento. Os 83 grandes idiomas são falados por 80% da população mundial, mas há 3.005 deles que são falados apenas por 0,2%. As regiões com maior risco de perda da riqueza lingüística são as Américas Central e do Sul, o Norte da Austrália, a meseta noroeste do Pacífico, a Sibéria Oriental e o sudeste dos Estados Unidos. Apenas a Bolívia conta com o dobro da diversidade européia com 37 idiomas de oito famílias lingüísticas. Os lingüistas cuidam para que não se percam mais esses tesouros patrimoniais do homem, uma vez que "o respeito às minorias é fundamental para a sobrevivência dos idiomas, pois provavelmente há muita coisa que se pode dizer melhor em outro idioma". Harrison assinalou que "a era da informação é suficientemente grande para recolher as múltiplas vozes e línguas, pois não é necessário que todo mundo fale apenas inglês".

3/10/2007
Leitura é prioridade


Na Escola Estadual XV de Novembro, em Tocantinópolis (TO), toda segunda-feira é dia de planejar as atividades da semana escolar. O calendário inclui todas as disciplinas curriculares e integra as turmas - da educação infantil ao ensino fundamental - em torno de um projeto semanal comum. A posição de destaque é sempre da leitura. Independentemente das atividades do calendário semanal, todos os dias, em todas as salas, há o momento da leitura, no qual são trabalhados diferentes tipos de texto - contos, notícias, poemas, histórias em quadrinhos e até bulas de remédios. Os alunos ainda visitam semanalmente a biblioteca, além de participar das atividades previstas com o professor. Eles são acompanhados por uma monitora, responsável pela biblioteca, que desenvolve a leitura de forma diversificada, ao contar histórias e estimular a interpretação, a escrita e a oralidade. Segundo a coordenadora pedagógica Maria Ezilene Marinho, a maioria das crianças já sabe ler e escrever aos oito anos. Os nove professores da escola, com nível superior, recebem cerca de R$ 1,5 mil por 40 horas semanais.

Indique este Site!
 
Imprimir
 
 
Leitores & Livros Ltda - ME - CNPJ 04.382.209/0001-18 - Insc 77.178.040 Caixa Postal 113.790 - Maricá - RJ - CEP - 24900-971